Prática

Notícias

PRÁTICA

Confira as 4 tendências gastronômicas para o ano de 2021

É verdade que estamos vivendo um período atípico. Com o surgimento da pandemia, causada pela Covid-19, vários setores foram significativamente impactados — e o de alimentos foi um dos mais atingidos. Nesse novo cenário, boa parte da população precisou adotar o isolamento social a fim de evitar a disseminação do vírus. Com isso, diversos estabelecimentos foram fechados e, muitos deles, investiram em entregas de refeições via delivery. Tal quadro também colaborou para o aparecimento de diferentes tendências gastronômicas.

Agora, além de realizar boa parte das refeições em casa, vários consumidores estão preferindo fazer pedidos de restaurantes e lanchonetes. Isso demanda uma reinvenção no modo de pensar dos empreendedores de foodservice, já que é necessário oferecer melhores experiências gastronômicas à distância, com mais cuidado no delivery, desde a velocidade da entrega até a atenção à personalização e funcionalidade das embalagens.

A reinvenção presencial também é necessária e essa já tem sido aplicada e deverá ser mantida por um bom tempo ainda, com as medidas tomadas para evitar aglomeração, como, por exemplo, a redução de mesas e o pré-agendamento por parte dos clientes.

Obviamente, ficar de olho nas principais novidades do ramo é essencial, pois assim é possível manter sua loja atualizada e preparada para suprir as necessidades do público. 

Pensando nisso, vamos compartilhar com você quais são as tendências que estão despontando, os seus benefícios e como aproveitá-las. Acompanhe para saber mais!

Um panorama sobre o setor gastronômico atual

Não há um só empreendedor que não tenha enfrentado diversos desafios nos últimos meses — ainda mais em se tratando de negócios do ramo gastronômico. Com o isolamento social, uma parcela significativa da população começou a trabalhar de casa, e isso fez com que a circulação de clientes caísse consideravelmente. A solução? Investir em estratégias exclusivas para driblar o cenário e se manter firme no setor.

Uma delas diz respeito ao avanço tecnológico. Se antes muitas empresas ainda não estavam presentes nas mídias sociais, agora, a situação mudou. Atualmente, é praticamente obrigatório ter bons perfis no Facebook ou Instagram para quem deseja continuar atraindo clientes.

Outro detalhe primordial foi a adoção de diferentes métodos de entrega. Agora, diversos estabelecimentos que trabalhavam com buffet, por exemplo, tiveram de realizar mudanças e começar a enviar os pedidos por meio de aplicativos de delivery.

Nessa esfera, entram também os menus digitalizados, disponibilizados via WhatsApp, assim como os pagamentos por meio da internet, PIX ou QR Code, que são seguros e excelentes para finalizar uma transação em questão de segundos. Bem interessante!

As principais tendências gastronômicas em 2021

Engana-se quem imagina que as transformações no setor foram somente tecnológicas. Muito além disso, os gestores mais antenados já estão apostando no uso da criatividade para obter resultados positivos.

As possibilidades para quem deseja inovar são diversas. Aliás, já podemos contar com algumas tendências gastronômicas que vêm surgindo e, ao que tudo indica, prometem permanecer ao longo dos anos.

A seguir, apresentamos as principais delas. Vamos lá?

1. Comfort food

Dentre as principais tendências gastronômicas de 2021, certamente, a comfort food é a principal. Traduzindo para o português, o termo quer dizer "comida afetiva" e tem como objetivo aproximar o consumidor de diferentes sensações capazes de remeter a momentos especiais.

Para tanto, são criados pratos compostos por ingredientes que também estão presentes em muitas lembranças positivas. Ao ingeri-los, o consumidor consegue sentir mais bem-estar, acolhimento e alegria.

Vale lembrar que um dos pontos fortes da comfort food é, justamente, a simplicidade. Boa parte dos pratos não são rebuscados e, tampouco, contam com combinações elaboradas demais. Muitas vezes, uma simples torta, bolo ou sanduíche já consegue causar uma excelente experiência no paladar do cliente.

2. Foodtech

O tech food, ou foodtech, é um termo diretamente envolvido na aplicação de tecnologias no processo de produção de alimentos. Resumidamente, uma empresa que atua nesse segmento busca implantar soluções modernas e inovadoras no ramo da alimentação, seja para otimizar processos, seja para melhorar a qualidade dos insumos e, até mesmo, promover ações de reciclagem. 

O objetivo do foodtech é identificar os principais problemas ao longo de toda a cadeia e, a partir disso, resolvê-los de forma ágil, prática e econômica. Os pontos que merecem destaque são: 

  • possibilidade de diminuir o desperdício de ingredientes; 
  • otimizar serviços de delivery; 
  • criar pontos de venda; 
  • promover maior integração com o público.

3. Mood food

Seguindo a mesma proposta de garantir bem-estar aos consumidores, a mood food é mais uma das tendências gastronômicas que merecem atenção. 

Do inglês, a expressão significa "comidas do humor". Basicamente, são pratos elaborados com alimentos que, além de manter o organismo nutrido, influenciam diretamente o humor de cada um.

Alguns, até mesmo, prometem mais energia, relaxamento, calma e boas noites de sono. Isso acontece graças às substâncias presentes nos ingredientes. Uma vez atuando no corpo, elas estimulam a produção de neurotransmissores específicos, gerando grande sensação de tranquilidade. 

Entre esses pratos poderosos, estão aqueles preparados com os seguintes itens: 

  • abacate;
  • água de coco;
  • banana;
  • cacau;
  • castanhas;
  • carnes;
  • gengibre;
  • queijos;
  • ovos;
  • leites e derivados;
  • vegetais escuros.

Ficou curioso para saber quais receitas podem ser preparadas seguindo esse conceito? Alguns exemplos são os smoothies de frutas, as sopas funcionais, os omeletes gourmets, entre outros.

4. Mindful eating

Por último, está o mindful eating, conceito que busca conscientizar as pessoas sobre a importância de comer com consciência. Ou seja, a proposta é dar mais atenção ao alimento que ingerimos e, com isso, realizar refeições mais saborosas e saudáveis.

Na literatura internacional, existem várias publicações que mostram as vantagens de investir nessa dieta. Ao adotá-la, muitas pessoas podem voltar a sentir os sabores dos alimentos, diminuir os períodos de compulsão alimentar e até realizar uma profunda mudança em seu estilo de vida.

Os estabelecimentos, por sua vez, podem estimular essa ideia de várias formas — seja criando uma área tranquila e ao ar livre para que os consumidores descansem, seja incentivando que os clientes desliguem o celular e demais dispositivos eletrônicos durante a refeição.

Há também a opção de criar receitas com menos ingredientes e dar mais atenção a cada ingrediente. Assim, o cliente consegue sentir o sabor de cada componente do alimento, em vez de apenas um sabor unificado gerado pela ingestão de um número excessivo de ingredientes.

E então, o que achou de conhecer as principais tendências gastronômicas para 2021? Acredita que alguma delas poderá fazer parte de seu negócio nos próximos meses? Esperamos que sim!

Caso você ainda tenha dúvidas a respeito do tema, aproveite para deixar seu comentário logo abaixo. Em breve, responderemos!