Prática

Notícias

PRÁTICA

Entenda a importância e como fazer planejamento financeiro

Alguns requisitos são fundamentais para que um negócio cresça. Cabe ao empreendedor ditar os rumos que ele vai tomar e adotar as medidas necessárias para garantir a expansão do projeto. Saber como fazer planejamento financeiro, por exemplo, é indispensável para preservar os recursos da empresa e fornecer as condições adequadas para que ela se desenvolva.

Mesmo que você conte com uma equipe qualificada para dar suporte em todas as etapas do planejamento estratégico, é importante conhecer detalhadamente as questões financeiras e como melhorar esse aspecto do seu negócio.

Continue a leitura e descubra a importância de realizar um planejamento financeiro adequado!

O que é o planejamento financeiro?

Esse termo representa todo o conjunto de ações que auxiliam o empreendedor na projeção das receitas e despesas, delimitando posteriormente as melhores estratégias para alcançar os objetivos propostos. 

Criar um plano ajuda na tomada de decisão diária, permite avaliar as opções de investimento da instituição e contribui para entender quais são os pontos de melhoria no aspecto financeiro do negócio.

Esse recurso permite criar uma projeção futura e avaliar os diferentes cenários que a empresa pode enfrentar. Com uma análise completa, o negócio fica pronto para administrar períodos difíceis ou aproveitar as boas oportunidades que podem surgir.

Qual a sua importância para a empresa?  

Parte do trabalho de um empreendedor é avaliar os cenários disponíveis e traçar as melhores estratégias com base nessa observação. Tendo isso em mente, o planejamento financeiro contribui para ter mais clareza de seus recursos, dívidas, ativos e demais movimentações financeiras.

Além disso, o planejamento permite verificar problemas graves na organização e corrigi-los antes que se tornem mais problemáticos. Imagine, por exemplo, que ao realizar o planejamento financeiro do seu negócio, você identifica produtos com margem de lucro baixa e que isso está resultando em alto giro de mercadoria, mas pouco resultado real. 

A longo prazo, situações assim não são sustentáveis e normalmente a empresa vai precisar contar com recursos bancários, como empréstimos, para utilizar como capital de giro. As taxas e encargos das instituições financeiras, nesse caso, comprometem o pouco lucro que uma margem pequena deixa, levando o negócio à falência.

Como fazer planejamento financeiro?

O exemplo anterior representa a realidade de inúmeras empresas que normalmente não dão a devida atenção para esse aspecto. Para evitar que você vivencie essa mesma realidade, confira, a seguir, algumas recomendações sobre como realizar um planejamento focado no dia a dia do negócio. 

Avalie os dados do seu negócio

O levantamento de dados é a primeira tarefa para estruturar um planejamento eficiente. Busque com seus colaboradores ou com a empresa responsável pela contabilidade todas as informações de receita, despesa, financiamentos, estoque e tudo mais que o empreendimento demanda e produz em termos de dinheiro. 

Caso você conte com um sistema de gestão, basta consultar todos esses dados armazenados no software. Já nas empresas que não contam com esse recurso, é possível utilizar uma planilha do Excel com o objetivo de organizar essas informações. Para facilitar, crie categorias de receita e despesa conforme a realidade do negócio e registre mês a mês.  

Após listar todas as entradas e saídas, é possível descontar os tributos e chegar ao lucro líquido. Dessa quantia, você pode retirar o pró-labore, ou seja, a remuneração do empreendedor, e o valor resultante fica no caixa do negócio.

Estabeleça metas 

Com base em uma estratégia desenvolvida por uma indústria japonesa, é possível estabelecer metas claras para o seu negócio. A técnica é conhecida como 5W2H e consiste em responder 7 questionamentos responsáveis por aprofundar seus objetivos e criar um planejamento estratégico.

Os 5W podem ser descritos de acordo com o seguinte exemplo:

  • what: qual é a sua meta? Ampliar em 25% o volume de clientes cadastrados;
  • who: quem será responsável? Setor comercial e de marketing;
  • where: onde será aplicada? Nos principais canais de comunicação da empresa, como redes sociais, e-mail e publicidade paga na região;
  • when: quando entrará em vigor? As ações de marketing e publicidade devem começar em 60 dias;
  • why: por que ela é importante para seu negócio? Amplia o faturamento, aumenta o mix de produtos ofertados e fideliza mais consumidores.

Já os 2H podem ser explicados pela seguinte relação:

  • how: como será executado o plano de ação? Com estratégias de marketing digital, captação de leads e criação de campanhas com tráfego pago nas redes sociais;
  • how much: quanto custará para atingi-la? O orçamento estabelecido é de R$12.000,00, com estimativa de retorno de R$70.000,00 considerando o ticket médio de cada cliente potencial que a campanha vai atrair. 

Usar esse recurso permite que um empreendimento trabalhe com estratégias claras e consistentes, além de nortear todo o fluxo de recursos em cada meta. Com o planejamento definido, é mais fácil controlar cada ação.

Realize uma precificação adequada

O preço dos produtos deve ser atrativo aos consumidores, mas tem que incorporar todos os custos do negócio e preservar a margem de lucro necessária para a manutenção da empresa.

Com o gasto mensal e o volume de unidades disponíveis, você consegue obter o custo médio por unidade, que vai fornecer o valor mínimo para cobrir os gastos básicos. Em seguida, é importante estipular a margem de lucro pretendida e incluir esse percentual no montante final. Depois disso, é hora de verificar o nível de preços praticados no mercado para itens similares aos seus.

Conheça seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa compreende todas as entradas e saídas de recursos financeiros da empresa. Com o levantamento de todos os dados, você pode estabelecer quanto de capital de giro será necessário a fim de manter a movimentação otimizada.

Com o objetivo de melhorar seu fluxo de recursos, crie incentivos para que seus consumidores efetuem o pagamento com prazo curto e negocie com fornecedores com o objetivo de conseguir prazos mais longos. Isso contribui para que a empresa mantenha um caixa confortável e não precise de recursos de terceiros para financiar suas compras, por exemplo.

Evite erros comuns 

Evitar alguns erros comuns que acontecem no financeiro de muitos negócios pode garantir uma melhor organização para o empreendimento e levá-lo a obter melhores resultados.

É muito comum encontrar negócios com erros como:

  • misturar as finanças da empresa com a parte pessoal;
  • não ter um conhecimento razoável do mercado que está atuando;
  • não realizar um planejamento financeiro a longo prazo;
  • não saber o valor patrimonial da empresa.

Seguir essas orientações de como fazer planejamento financeiro e fugir dos erros comuns que a maioria das empresas comete pode ser crucial para a sobrevivência do negócio. Com isso, você terá um sistema muito mais organizado e vai conseguir mais clareza em relação à entrada e ao destino do dinheiro do empreendimento.

Gostou do artigo? Então, deixe um comentário e compartilhe a experiência neste assunto.